domingo, 31 de julho de 2016

Folha de São Paulo: A Morte de Senna 02 05 1994


Folha de São Paulo, São Paulo, 02 de maio 1994




FONTE PESQUISADA


FOLHA DE SÃO PAULO – A morte de Senna. Folha de São Paulo, São Paulo, 02 de maio 1994, Primeiro Caderno, p. 2.









Cocó, a Galinha de Estimação de Ayrton Senna

Uma das refeições prediletas de Ayrton Senna era a canja de galinha, mesmo assim o piloto livrou uma galinha - presenteada a ele por uma fã portuguesa - da panela.


Livro conta uma linda história de compaixão do campeão Ayrton Senna pelos animais

Compaixão pelos animais: Senna livrou Cocó da morte

Extraído do livro "Ayrton, o herói revelado"

Senna queria privacidade, mas os fãs, aos poucos, acabariam descobrindo seu novo endereço em Portugal. E caberia a Juracy (governanta da casa) administrar o assédio. Havia os fãs tradicionais, em busca de autógrafos. Mas havia também os excêntricos e os que improvisavam. Uma portuguesa humilde, na falta do que doar, apareceu na porta da mansão com uma grande cebola:

- Por favor, use essa cebola na comida dele.

Logo em seguida, uma outra fã, Maria Angelina, apareceu com uma galinha:

- Faça uma deliciosa cabidela para ele.

Juracy aceitou a galinha e a deixou dentro de uma caixa, na garagem. No dia seguinte, quando Ayrton chegou, ela contou: -Você ganhou uma cebola e uma galinha.

Ayrton quis saber se Juracy tinha matado a galinha. Ela disse que não e os dois foram até a garagem. Ele se aproximou do caixote com um punhado de arroz cozido nas mãos. A galinha comeu tudo. E teve seu destino mudado:

- Juracy, é esta a galinha que você vai matar? Pode devolver e dizer que não vou matar galinha que come na minha mão.

A galinha acabou ficando uns tempos na casa e ganhou até um nome pouco criativo: "Cocó". com a chegada do Brasil da cadela Mauze, "Cocó" teve de ir embora.

Morreu de velha na casa de Maria Angelina.


Fotos de Ayrton Senna e suas criações na fazenda “Dois Lagos”, Tatuí, interior de São Paulo:



















FONTE PESQUISADA

RODRIGUES, Ernesto. Ayrton, o herói revelado. Edição 1. Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 2004.


sexta-feira, 29 de julho de 2016

Ayrton Senna Cancela Jantar Com Irmão, Amigos e a Namorada

Após armação da família para separá-lo de Adriane Galisteu, Ayrton Senna cancela jantar com o irmão, amigos e Adriane, que aconteceria em sua mansão, após o GP de Ímola.

Na véspera de sua morte, Ayrton Senna se desentendeu com o irmão Leonardo e cancelou jantar

Depoimento de Juracy Moreira dos Santos, que foi governanta da Mansão de Ayrton Senna no Algarve em Portugal. 

Só para constar: Juracy tratava muito bem Adriane Galisteu (não poderia ser diferente, pois Adriane era comprometida com Ayrton e vivia na mansão com ele, portando era sua patroa também), entretanto a empregada doméstica passou a ser uma aduladora da família Senna depois da morte de Ayrton. 


Leonardo Senna foi enviado pelo pai para tentar separar o casal

“Ele saiu de casa na quinta-feira. Na sexta, me telefonou para passar algumas ordens. Eu iria receber o irmão dele, com alguns amigos e a Galisteu (que havia se mudado definitivamente para a mansão no fim de semana da morte de Ayrton). Perguntou o que eu iria preparar. Disse que seria peixe assado. Ele falou que era uma boa. No sábado à noite, ele telefonou novamente e disse que não era para fazer nada. Os convidados não iriam mais, somente a Adriane. E que não era para eu buscá-lo no aeroporto. Era só para dar o carro (para Adriane ir buscá-lo). 


Fonte: por Luciana Castro, gazetaonline.com.br, 04/05/2014

*******************

Adriane já estava na casa do Algarve quando Ayrton ligou, por volta das oito da noite em Portugal, nove da noite em Imola. Ela se preparava para tomar banho e atendeu, mas ele queria falar primeiro com Juracy:

- Juracy, tenho um assunto muito sério para resolver com Adriane. Por isso, amanhã não vai ninguém comigo pra Portugal. Não precisa preparar aquele jantar que combinamos. E também não vá me buscar no aeroporto.

- Mas quem vai te buscar, Ayrton?

- Você dá o seu carro pra ela me buscar.

Fonte: Livro "Ayrton, o herói revelado", escrito por Ernesto Rodrigues.

*******************
Esse jantar promovido por Ayrton (do casal com o irmão dele e amigos) seria para anunciar o seu noivado com Adriane? De acordo com amigos do tricampeão aparentemente sim.



Sua última namorada, Adriane Galisteu, teve permissão, concedida a poucas, de freqüentar a fazenda da família em Tatuí, além de Angra, é claro! Adriane abandonou a carreira para acompanhar o piloto pelas pistas do mundo e, depois de um ano e meio de namoro, Senna começou, finalmente, a falar em casamento e filhos. Discreto como sempre, dizia que não seria logo, nem muito longe. O que se sabe é que pretendia assumir o noivado com Adriane depois do GP de Ímola. Para justificar o extremo cuidado com sua vida pessoal dizia: "Quando encontro uma mulher que me desperta, vivo com ela para mim e não para a platéia. Respeito quem eu amo".

Fonte: Revista In Foco, 1994.



*******************

Tudo indica que Ayrton Senna estava prestes a propor casamento a Adriane Galisteu.

Essa informação [de que Senna pretendia assumir o noivado com Adriane Galisteu depois do GP de Ímola] da revista “In Foco” coincidem com as últimas palavras de Ayrton para Adriane, extraído do livro dela "Caminho das Borboletas":

“- Tenho muito a lhe dizer. A lhe propor. A lhe oferecer - prosseguiu. - Devo estar aí às 20h30, por aí. Quero passar a noite em claro. Vamos conversar até o amanhecer. Quero convencê-la de que sou, disparado, o melhor homem de sua vida.
Ri, com aquele comentário inesperado.
- Você não conhece os outros... - brinquei.
- Vou provar-lhe que sou o melhor.” Ayrton para Adriane


Fonte: Caminho das Borboletas de Adriane Galisteu.


*******************


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 

RODRIGUES, Ernesto. Ayrton, o herói revelado. Edição 1. Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 2004.


CABALLERO, Cassia; TOLEDO, Márcia; BRAUN, Daniela Louise. Vida do Ídolo. Revista In Foco, São Paulo, nº 2, ano 1, p.30, Editora Escala, 1994.

GALISTEU, Adriane. Caminho das Borboletas. Edição 1. São Paulo: Editora Caras S.A., novembro de 1994. 

CASTRO, Luciana. Memórias da "mãe" capixaba de Ayrton Senna. Disponível em: <http://www.gazetaonline.com.br/_conteudo/2014/05/esportes/mais_esportes/1485890-memorias-da-mae--capixaba-de-ayrton-senna.html>. Acesso em: 29 de julho 2016.



quinta-feira, 28 de julho de 2016

A Paixão de Ayrton Senna Por Duas Rodas: Relembre Algumas Motos do Tricampeão

Além de fanático por carros, Ayrton Senna também gostava de acelerar nas duas rodas. O tricampeão mundial de F-1 teve várias motos ao longo de sua carreira, sendo a maioria delas oferecidas por patrocinadores e por parceiras como a Honda e a Ducati. Confira algumas delas:

Honda NX 150 - Foto: Norio Koike/ASE

No Brasil, país onde é comemorado o Dia Nacional do Motociclista neste 27 de julho, Ayrton costumava usar bastante a Honda NX 150. O modelo chegou por aqui em 1989 e o piloto foi um dos primeiros a utilizá-lo. A moto era bastante simples, mas trazia uma grande novidade para a época: a partida elétrica.

Vespa

Um modelo de moto que Ayrton Senna virou colecionador foi a Scooter Vespa. Na temporada de 1985, cada pole position conquistada por um piloto dava direito a ele de receber uma “motinho” de prêmio. Senna levou sete vezes esse prêmio para casa.


Ducati 851 Desmo - Foto: Norio Koike/ASE

A Ducati 851 Desmo era uma das paixões de Ayrton Senna. O brasileiro estabeleceu uma boa relação com os italianos da marca, que no fundo também sonhavam em levá-lo para a Ferrari. Na imagem acima, Senna está passando um pano na Ducati 851 para deixá-la brilhando.

Ducati 1199 Panigale Senna

A Ducati 1199 Panigale S Senna chegou ao Brasil em 2014 como uma homenagem ao tricampeão pelos 20 anos de seu legado. Apenas 161 unidades foram confeccionadas (número de GPs de Senna).



REFERÊNCIAS

AYRTON SENNA - A paixão de Ayrton Senna por duas rodas: relembre algumas motos do tricampeão. Disponível em: <http://www.ayrtonsenna.com.br/noticias/a-paixao-de-ayrton-senna-por-duas-rodas-relembre-algumas-motos-do-tricampeao/?n=1563&utm_source=facebook_post_270716&utm_medium=facebook&utm_campaign=as_op>. Acesso em: 28 de julho 2016.

Adriane Galisteu Ficou em Estado de Choque ao Receber Notícia da Morte de Ayrton Senna (Vídeo)




RedeTV! - Programa Super Pop com Luciana Gimenez - 27/10/2011

quarta-feira, 27 de julho de 2016

NOSSOS CAMPEÕES DE F-1 NA CAPA DA VIP

Por: Marcelo Orozco às 11:35 em 09/04/2012


Houve um tempo em que o Brasil comandava a Fórmula 1. No período entre a estreia de Emerson Fittipaldi em 1970 e a morte de Ayrton Senna em 1994, os números foram de respeito:

  • 8 títulos mundiais (Emerson em 1972 e 1974, Nelson Piquet em 1981, 1983 e 1987, e Senna em 1988, 1990 e 1991)
  • 5 vice-campeonatos (Emerson em 1973 e 1975, Piquet em 1980 e Senna em 1989 e 1993)
  • 79 vitórias em GPs (41 de Senna, 23 de Piquet, 14 de Emerson e uma de José Carlos Pace, que morreu precocemente num acidente de avião em 1977, sem entrar para o clube dos campeões como poderia)
  • 96 pole-positions (65 de Senna, 24 de Piquet, 6 de Emerson e uma de Pace)

Os três brasileiros campeões foram destaque na VIP. Último a ganhar título, Ayrton Senna foi o primeiro a aparecer em nossa capa em fevereiro de 1989, poucos meses depois de sua primeira conquista.

Já Nelson Piquet apareceu na capa quando já estava fora da F-1. Foi em agosto de 1992, meses depois do grave acidente que teve nos treinos para as 500 Milhas de Indianápolis, prova da Fórmula Indy, quando bateu num muro e teve pés e pernas esmigalhados.



No ano seguinte, Piquet conseguiu disputar a prova de Indianápolis, só para provar que podia. Depois do acidente, ele não tinha mais como ser competitivo.

E o pioneiro Emerson Fittipaldi esteve em nossa capa em abril de 1996, numa celebração antecipada de seu 50º aniversário (que só aconteceria em dezembro). Depois que deixou a F-1 em 1980, Emerson migrou para a Fórmula Indy em 1984, na qual foi campeão em 1989 e vencedor das 500 Milhas de Indianápolis em 1989 e 1993. Ainda disputava a categoria quando esta edição foi às bancas.


Apenas três meses depois dessa capa, Emerson sofreu um grave acidente na corrida de Michigan que encerrou sua carreira de piloto.

***

Um adendo curioso: outro campeão de F-1 apareceu numa capa da VIP, mas sem ser o astro principal. O alemão Michael Schumacher teve direito a apenas um cantinho na página frontal da edição de abril de 1995. Pelo menos ele falava bem do Ayrton Senna na chamada.





FONTE PESQUISADA

OROZCO, Marcelo. NOSSOS CAMPEÕES DE F-1 NA CAPA DA VIP. Disponível em: <http://vip.abril.com.br/blogs/vip-vintage/nossos-campeoes-de-f-1-na-capa-da-vip/>. Acesso em: 26 de julho 2016.

terça-feira, 26 de julho de 2016

A Exploração de um Herói

Família explora morte de Ayrton Senna


O jornalista do portal Grande Prêmio,Victor Martins, criticou pelo Twitter no último 24 de julho o endeusamento ao ídolo Ayrton Senna e a exploração da imagem do falecido piloto, morto há 22 anos.

Concordo com o jornalista Victor Martins: deixa o Ayrton Senna em paz. Viviane Senna não cansa de explorar a imagem do campeão. É importante prosseguir cultuando a imagem do ex-piloto como um mito, e assim continuar gerando mais dinheiro, prestígio e poder. Senna não deixou descendentes. Essa Viviane quer é deixar os filhos e netos garantidos pelo resto da vida. Oportunista!

Viviane mandou fazer uma pulseira com mensagem do Senna e nas cores do seu capacete, para aproveitar as olimpíadas Rio 2016, e está vendendo por R$14,90.



Internautas comentam a matéria sobre a venda das pulseiras, publicada por UOL no último 24 de julho:

Artur Canella Avelar Senna hoje é uma marca registrada explorada pelos irmãos...

Bia Verdão Tosco, brega e um desrespeito à memória do Senna. Se eu fosse atleta competindo nas Olimpíadas, recusava publicamente. Eu achava que a família dele tinha chegado no fundo do poço da exploração da imagem do ídolo morto com chinelo e mochila, mas pelo jeito ainda dá para cavar mais um pouco... São milionários, ainda herdaram a fortuna que o Senna ganhou correndo, não precisavam de nada disso para ter recursos para fazer caridade. Isso se fazem, mesmo, o que eu duvido... Ainda mais triste é que de graça é que eles não estão dando essa pulseira, o governo deve estar comprando e pagando bem caro. Parece que tudo relacionado a essa Olimpíada é de mau gosto e nocivo, não tem nada que preste que saia daí...

Taborda O que será pior ! A ideia da pulseira, ou de fazer um reportagem sobre isso?

80p/hora Daqui a pouco vão vender as meias do Piquet, as laranjas do Fittipaldi, nem atleta olímpico ele [Senna] era. Bom piloto mas já foi essa geração de esportistas da olimpíadas, [os atletas olímpicos]  conhecem ele [Senna] através do youtube, se concentra em outra coisa que é melhor pois ai  máquina fazendo dinheiro para o Instituto Ayrton Senna.


Fãs comentam a postagem do jornalista:

O jornalista Victor Martins critica a exploração da imagem do falecido piloto Ayrton Senna, morto há 22 anos.

Lipe Arouca a unica coisa que essa mulher [Viviane Senna] sabe é isso, ganhar dinheiro em nome do irmão falecido já

Paula Martins É triste! 😐

Breno Diego Bando de oportunista

Leandro Coelho concordo

G Helena Oliveira Pegajosa

Kleber Luís Batista Lamentável

Farah Amghar (Fã Francesa) Se Ayrton estava vivo, ele nunca teria permitido isso e nunca seria conhecido vivianne grrrrrrrrrrrrr Ela sempre disse Adriane é um oportunista !!!!!! Mas Adriane não é.

Kleber Luís Batista Ela [Viviane Senna] é que oportunista!!! fez um show no funeral dele!!! ela e aquela outra fulana da Xuxa!!!

Paula Martins Sem necessidade. A parentada tem dinheiro "saindo pelos olhos".

Por exemplo, [a família] pressionavam ele [Senna] pra pedir mais e mais. Só que pra ele [Senna] mesmo [eles] nem estava aí.

Usam uma imagem heróica pra vender bagulho de plástico.


Eduardo Schuinka A melhor coisa que um verdadeiro admirador do Senna pode fazer é boicotar esses produtos vendidos pela família dele. A irmã se utiliza da imagem do cara há mais de 20 anos como Marketing puro com produtos absurdamente caros e merchandising barato.
A família do Senna não merecia ele como parente. Instituto Ayrton Senna, vendendo a morte do piloto desde 1994.


Prints da fanpage Senna Vive (25 de julho de 2016)







Para quem vivia dizendo que Adriane Galisteu explorava a imagem do Ayrton Senna... né Viviane Senna? Que hipocrisia!
Viviane Senna rompe o silêncio e critica Adriane Galisteu
Irmã de Ayrton diz que a modelo explora até hoje seu namoro com o piloto
Manchete do Jornal O Globo, 1996.

Viviane Senna e sua família exploram morte de Ayrton Senna nesses 22 anos de desaparecimento do piloto

Viviane Senna explora morte do irmão Ayrton Senna


ASSISTA:

A EXPLORAÇÃO DE UM HERÓI




FONTES PESQUISADAS

MARTINS, Victor. Gente, deixa o cara, meudeusdocéu... Disponível em: <https://twitter.com/vitonez/status/757245278625882112>. Acesso em: 26 de julho 2016.

SENNA VIVE FANPAGE FACEBOOK - Concordo com o jornalista Victor Martins. Disponível em: <https://www.facebook.com/MagicAyrtonSenna/photos/a.378879348899768.1073741870.247532305367807/996452963809067/?type=3&theater>. Acesso em: 26 de julho 2016.

AYRTON SENNA SHOP - Pulseira Ayrton Senna: No Pulso do Brasil. Disponível em: <http://www.ayrtonsennashop.com.br/loja/acessorios/pulseiras/pulseira-ayrton-senna--no-pulso-do-brasil_1361517>. Acesso em: 26 de julho 2016.

domingo, 24 de julho de 2016

"Não há coisa mais linda que olhar o sorriso do herói vendo ele muito feliz... SAUDADES ! ! ! " (‎Jose Novegil Castro, fã)


Jo Ramirez, Acompanhado da Esposa, Visita Garagem da McLaren no GP da Hungria 2016

Jo Ramírez com a esposa Bea esta na Hungria para assistir o grande prêmio de Fórmula 1 do país, e aproveitou para visitar a garagem de sua antiga equipe, a McLaren. A escuderia postou o momento nas redes sociais com a descrição: “Flagrado na garagem do Grande Prêmio da Hungria – a lenda da McLaren, Jo Ramirez.” (Spotted in the #HungarianGP garage - McLaren legend, Jo Ramírez.).

Bea e Jo Ramirez
Print Twitter da McLaren (24 07 2016)

O ex-coordenador técnico da McLaren, Jô Ramírez, foi confidente de Ayrton Senna. Ele perdeu sua única filha, Ana Vanessa, em dezembro de 2012.


Ayrton Senna e Jo Ramírez

Ayrton Senna e Jo Ramírez



REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 

MCLAREN TWITTER - Spotted in the #HungarianGP garage - McLaren legend, Jo Ramírez. Disponível em: <https://twitter.com/McLarenF1/status/757158435620347904>. Acesso em: 24 de julho 2016.

Revista Racing Especial, São Paulo, Nº 315, Anuário, p. 58 – 59, Motorpress Brasil Editora, Maio 2013.

LA CARRERA PANAMERICANA - Fallece Ana Vanessa, hija de Jo Ramírez. Disponível em: <http://www.lacarrerapanamericana.com.mx/noticias_ficha.php?id=000094>. Acesso em: 24 de julho 2016.

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Adriane Galisteu, Bastante Emocionada, Conversar Com Damon Hill, Último Companheiro de Equipe de Ayrton Senna, No Enterro do Piloto Brasileiro

Bastante emocionada, Adriane Galisteu conversa com os pilotos e ex-companheiros de equipe de Ayrton Senna, Alain Prost e Damon Hil, no enterro do piloto brasileiro


O britânico, Damon Hill, foi o último companheiro de equipe de Ayrton Senna. A parceria dos dois na Williams durou bem pouco.